Curta o Paulistana no Facebook



“A expectativa é muito grande”, diz coordenadora da PJ sobre Romaria

Posted on
  • segunda-feira, 30 de março de 2015
  • by
  • Redação
  • in
  • Marcadores:
  • Jovens da Arquidiocese irão se dividir na preparação para a 21ª Romaria Estadual

    Para Magali Oliveira, mudança aumenta a mobilização. Foto: Reprodução/Facebook

    Por Arthur Gandini

    Irá acontecer neste ano a 21ª Romaria Regional da PJ Sul 1. O evento, que reunirá jovens de toda a região no dia 19 de julho, já começa a ser articulado pelos grupos de base da Pastoral da Juventude.

    "Todo ano a expectativa é muito grande. Ano passado, a gente tinha a expectativa de acolher de dois mil ou três mil jovens e a gente conseguiu reunir quase dez mil", afirmou ao Paulistana a coordenadora da PJ na Arquidiocese de São Paulo, Magali Oliveira, no último sábado (28)." Então, para esse ano, a gente não espera menos", conta.

    O encontro dos jovens "pejoteiros" do setor da CNBB acontecerá na Casa das Irmãs Dominicanas de São José, em Itapetininga (SP).

    A Pastoral da Juventude do local já se reuniu com a coordenação estadual na casa para planejar a acolhida, segundo noticiou o site da Arquidiocese de Itapetininga na última semana.

    Foram dividas as esquipes de trabalho que cuidarão de questões como a comunicação, infraestrutura, finanças, mística e liturgia, ambientação, subsídios e animação.

    Na Arquidiocese de São Paulo, a logística também já é pensada e haverá mudanças.

    "Durante dois anos, nós fizemos uma mística de envio para a Romaria, então todas as regiões se reuniram e nós conseguimos que todos jovens fossem juntos das regiões", afirma Magali.

    "Mas esse ano, a gente está com um projeto legal de cada região conseguir levar pelo menos um ou dois ônibus. A ideia é que cada região organize a sua ida para a Romaria. É mais uma questão de logística", conta.

    Para a coordenadora, é mais prático cada região se organizar e a mobilização é maior quando acontece mais próxima de sua comunidade.

    Estudo

    Segundo Magali, a preparação para a romaria será feita em cada região em torno de dois meses antes do evento.

    Serão distribuídos subsídios com o histórico das Romarias e jovens voluntários formarão equipes.

    "Tem encontros preparativos. A gente sempre procura pessoas que queriam colaborar na equipe da Romaria: Comunicação, secretaria, divulgação de materiais, essas coisas", conta.

    O encontro deste ano acontecerá pelos arredores do santuário do local e terá como tema: "Juventude e Diversidade Cultural". O lema será: "Somos Igreja Jovem! Com Maria Anunciamos nosso jeito de ser e fazer".

    Uma página no Facebook foi criada no começo do mês para divulgar a romaria.

    Relembre

    Foto: Edcarlos Bispo
    A 20º Romaria Regional Sul 1 ocorreu em julho do ano passado e reuniu cerca de 8 mil pessoas em Guarulhos. O tema foi "Juventude, 20 anos em Romaria" e o lema "Com Maria, rumo ao Cristo, fonte de libertação".

    O Regional Sul I, da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) abrange a Arquidiocese de São Paulo e as dioceses de Campo Limpo, Santo Amaro, São Miguel Paulista, além da Arquidiocese de Aparecida e as dioceses de Amparo, Araçatuba, Assis, Barretos, Bauru, Boa Vista, Botucatu, Bragança Paulista, Campinas, Caraguatatuba, Catanduva, Franca, Guarulhos, Itapetininga, Itapeva,  Jaboticabal, Jundiaí, Limeira, Lins, Lorena, Marília,  Mogi das Cruzes, Ourinhos, Piracicaba, Presidente Prudente, São Carlos, Osasco, Registro, Ribeirão Preto, São João da  Jales, São José do Rio Preto, Santo André, Santos, São José dos Campos, Sorocaba e Taubaté.

    Outro encontro

    Já entre os dias 18 e 25 de janeiro deste ano, aconteceu o Encontro Nacional da Pastoral da Juventude na Arquidiocese de Manaus, com o tema "Mestre, onde moras? Vinde e vede!" e o lema "Nos encontros das águas, partilhamos o Pão e a Utopia".

    O Papa Francisco enviou carta para a Secretária Nacional da Pastoral da Juventude, Aline Ogliari, e para o membro da Comissão Nacional de Assessores da PJ, Alberto Chamorro, onde pedia que os jovens não esquecessem a "utopia".

    "Tenho muita esperança em vocês que dão testemunho com as suas vidas desse Cristo libertador. Nunca percam a esperança e a utopia, vocês são os profetas da esperança, são o presente da nossa amada Igreja", escreveu o pontífice.

    Francisco, que era próximo da Pastoral em sua época de sacerdócio e como arcebispo de Buenos Aires, na Argentina, também pediu que os jovens não dêem importâncias para críticas contra a juventude.

    "Em todo tempo histórico se falou pejorativamente dos jovens, mas também em todo tempo foi essa mesma juventude que dava testemunho de compromisso, fidelidade e alegria", afirmou o Papa.