Curta o Paulistana no Facebook



Após pressão, Vaticano afirma confiar em novo bispo chileno

Posted on
  • terça-feira, 31 de março de 2015
  • by
  • Redação
  • in
  • Marcadores:
  • Comissão pressionava Papa para destituir o bispo que teria acobertado pedofilia

    Juan Barros também é contestado por clero local e sociedade civil. Foto: Wimedia Commons

    Da Redação

    A Sala de Imprensa da Santa Sé publicou nota na manhã desta terça-feira (31) sobre o novo bispo de Osorno, no Chile. As informações são da agência Ecclesia.

    Dom Juan de la Cruz Barros tem sido contestado pelo clero local e pela sociedade civil por ter supostamente acobertado caso de pedofilia de sacerdote.

    Em nota, o Vaticano diz que “antes da recente nomeação” em 10 de janeiro,  a “Congregação para os Bispos estudou detalhadamente a candidatura do prelado e não encontrou razões objetivas que fossem obstáculo” para a escolha.

    Grupo de sacerdotes chilenos também pediu a aceitação do bispo.

    Relembre

    A nomeação de Dom Juan Barros dividiu a Igreja chilena devido a sua proximidade com o padre Fernando Karadima, declarado culpado pelo Vaticano em 2011 por casos de pedofilia.

    A Igreja do Chile pediu desculpas publicamente no mesmo ano pelo envolvimento em casos do gênero de 20 padres, sendo que cinco já foram condenados.

    Segundo a agência de notícias AFP, o pontífice estava sendo pressionado pela comissão do Vaticano que cuida do assunto a destituir o bispo.

    Membros da comissão, presidida pelo cardeal Sean O'Malley, pensavam em viajar até a Santa Sé para conversar com o papa.

    Leia também: Papa irá pedir perdão por casos de pedofilia na Sexta-feira Santa