Curta o Paulistana no Facebook



Pedro Casaldáliga envia mensagem sobre o martírio de Oscar Romero

Posted on
  • segunda-feira, 23 de março de 2015
  • by
  • Redação
  • in
  • Marcadores:
  • Em texto publicado no Facebook, bispo emérito elogia testemunha da paz

    Assassinato de bispo de San Salvador completa agora 35 anos. Foto: Ana Tavares/QTML

    Por Arthur Gandini

    O bispo emérito da Prelazia de São Félix do Araraguaia (MT), D. Pedro Casaldáliga, enviou mensagem pelas redes sociais no último domingo (22) em referência aos 35 anos de martírio de Dom Oscar Romero.

    "Foi crescendo e superando incompreensões e ameaças dentro e fora da Igreja. E se constituiu numa testemunha integral como exemplo de compromisso com todas as causas da vida, da Justiça, da paz e da Libertação", afirmou o bispo.

    A mensagem foi publicada na página de Facebook Identidade Pejoteira. Um dos responsáveis pela rede e quem recebeu a mensagem de Dom Pedro, Emerson Sbardelotti, afirma que é importante relembrar o martírio do bispo de San Salvador.

    "Há muitas pessoas na Igreja, que pedem para que não se fale mais de mártires. Isso é um absurdo", afirma Sbardelotti . "Nossa Igreja latino-americana é martirial, ela foi erguida em solo encharcado de sangue das vítimas. Quantos precisaram morrer para que o povo tivesse um mínimo de dignidade?"

    Leia também: Casa de oração relembra martírio de Dom Oscar Romero em celebração

    O também mestrando em teologia sistemática na PUC-SP conta experiência pessoal. "No ano em que Romero foi assassinado, eu fazia a minha primeira comunhão. Aquilo me marcou profundamente, e me fez ver qual Igreja eu iria servir pelo resto da vida, assumindo todas as consequências por isso: a Igreja dos Pobres", lembra Sbardelotti.

    Curta o Paulistana no Facebook



    Dom Romero era famoso por seguir a Teologia da Libertação na Igreja Católica, voltada para os pobres e anticapitalista, e era comparado a figuras como Mahatma Gandhi e a Martin Luther King. O bispo foi alvejado por um atirador de elite do exército do país.

    Casaldáliga, por sua vez, vive hoje recluso em São Félix do Araguaia devido à idade e a doença do Mal de Parkison, da qual sofre. Já havia enviado outra mensagem no final de janeiro à Pastoral da Juventude de São Miguel Paulista.

    "CEBS [Comunidades Eclesiais de Base], grupos de rua, pastorais da juventude e comunidades devem trabalhar junto e sempre ter esperança e muito esperança", afirmou a jovem do organismo pastoral.

    O bispo emérito da Prelazia de São Félix do Araraguaia, que teve filme passado recentemente na TV sobre a sua vida, teve destaque nos anos 70 por enfrentar latifundiários e correr risco de vida para defender posseiros na região de São Félix do Araguaia, onde construiu igreja e escola e transformou a região.

    Defensor da teologia da libertação, sofreu processo da Congregação para a Doutrina da Fé chefiada na época por Joseph Ratzinger, futuro papa Bento XVI, mas manteve seu cargo de bispo.

    Confira a última mensagem enviada por Dom Pedro:

    "São Romero da América, São Romero do mundo. Foi crescendo e superando incompreensões e ameaças dentro e fora da Igreja. E se constituiu numa testemunha integral como exemplo de compromisso com todas as causas da vida, da Justiça, da paz e da Libertação.

    Ele sintetizou em sua pessoa realidades contraditórias, foi um místico e um lutador, viveu a pastoral engajada e a oração comprometida.

    Acompanhou, dia a dia, as lutas de um povo massacrado, não fugiu do risco e no auge dos desafios respondeu oferecendo a vida. Anunciando, denunciando e confortando, foi um profeta plenamente profeta.

    Cresceu aos olhos do mundo e se tornou o Santo dos pobres, acolhedor, ecumênico. Praticou a pastoral do acompanhamento que ele tanto apreciava.

    É São Romero da América, São Romero do mundo. Em mais um aniversário, ele nos convoca a assumir as causas pelas quais ele deu a vida. E a morte se fez martírio na hora e no lugar concreto na pastoral da libertação, no serviço fiel e constante ao Reino.

    Sermos entusiastas de São Romero significa sermos imitadores com ele no seguimento de Jesus.

    Pedro Casaldáliga."