Curta o Paulistana no Facebook



Coordenador de conselho diz que reforma na Cúria é “irreversível”

Posted on
  • segunda-feira, 13 de abril de 2015
  • by
  • Redação
  • in
  • Marcadores:
  • Para Rodríguez Maradiaga, desejo de mudança é anterior a conclave de 2013

    Segundo o cardeal, Papa quer mudar estilo da Corte Romana. Foto: Reprodução/Salt and Light TV

    Da Redação

    O arcebispo da capital de Honduras, Tegucigalpa, Óscar Rodríguez Maradiaga, afirmou a agência Ecclesia que a reforma em andamento na Cúria Romana é "irreversível". A conversa foi divulgada pela agência nesta segunda-feira (13).

    “Este é um caminho irreversível e que está a decorrer muito bem”, disse o presidente do "C9", o conselho de cardeais responsáveis pela reforma. O Papa preside hoje a nova reunião do conselho.

    Para o também presidente da Caritas Internacional, confederação católica de organizações humanitárias, há um sentimento de renovação "profundamente eclesial" desde antes do conclave que elegeu Francisco.

    “Era hora de outra Reforma. O Santo Padre quer mudar o estilo e isso leva muito tempo”, disse.

    Entenda

    A Cúria é regulada atualmente pela constituição "Pastor Bonus", promulgada em 1988 pelo papa João Paulo II.

    Um consistório (reunião consultiva de cardeais) convocado em fevereiro pelo papa Francisco apresentou propostas de mudanças. Uma delas é a criação de duas congregações, uma para as áreas dos "Leigos, Família e Vida" e outra para os setores da "Caridade, Justiça e Paz".

    Já foi instituído conselho e secretaria para a área de economia, após os escândalos de corrupção no Banco do Vaticano durante o papado de Bento XVI.

    Confira quem são os componentes do "C9":

    Dom Francisco Errázuriz Ossa, arcebispo emérito de Santiago do Chile
    Dom George Pell, arcebispo emérito de Sidney, na Austrália
    Dom Giuseppe Bertello, presidente do Governatorato do Estado da Cidade do Vaticano
    Dom Laurent Monsengwo Pasinya, arcebispo de Kinshasa, na República Democrática do Congo
    Dom Marcello Semeraro, bispo de Alabano, diocese sufragânea de Roma, e secretário do conselho.
    Dom Oscar Rodríguez Maradiaga, arcebispo de Tegucigalpa
    Dom Oswald Gracias, arcebispo de Bombaím, na Índia
    Dom Pietro Parolin, Secretário de Estado do Vaticano
    Dom Reinhard Marx, arcebispo de Munique na Alemanha
    Dom Sean Patrick O’Malley, arcebispo de Boston, nos EUA