Curta o Paulistana no Facebook



Dom Julio discute com internauta sobre apoio à reforma “bolivariana”

Posted on
  • sábado, 18 de abril de 2015
  • by
  • Redação
  • in
  • Marcadores:
  • Fiel acusou CNBB de apoiar partido governista e criticou teologia da libertação

    Dom Julio está participando da 53ª Assembleia Geral da entidade. Foto: Reprodução/Facebook

    Por Arthur Gandini

    Atualizado em 18/04/2015 - 19:18

    O bispo auxiliar da Região Lapa, Dom Julio Endi Akamine, discutiu pelo Facebook na última sexta-feira (17) com internauta. Fiel fez comentário na rede social em que acusava a CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) de apoiar reforma "bolivariana".

    "Ferradura. .......cnbb......ong a serviço dp [sic] PT", comentou o internauta Fernando Henrique em fotos da 53ª Assembleia Geral da CNBB em Aparecida, iniciada na última quarta-feira (15) com a participação de religiosos do país.

    O bispo auxiliar da Lapa respondeu a acusação com a mensagem "Comentário injusto!", mas a conversa continuou.

    "A cnbb não é Igreja, de fato é uma ong fundada por um comunista. Segundo que a cnbb está sim apoiando a famigerada reforma política bolivariana que esses benfeitores do PT estão querendo", afirmou o internauta.

    O fiel também afirmou que a Igreja apoia a Teologia da Libertação e Dom Julio respondeu que elementos da corrente teológica já foram condenados pelo Vaticano e que a igreja é apartidária, mas deve participar da sociedade. O último comentário do internauta permaneceu sem resposta.

    Entenda a polêmica

    A CNBB, atualmente, apoia uma reforma política que torne proibidas o financiamento de campanhas eleitorais como as empresas envolvidas na Operação Lava Jato.

    A entidade teve como primeiro secretário-geral o ex-arcebispo de Olinda e Recife, Dom Hélder Câmara, que recentemente ganhou do Vaticano o título de "Servo de Deus" e que era chamado comunista.

    "Quando dou comida aos pobres, me chamam de santo. Quando pergunto porque eles são pobres, chamam-me de comunista", dizia o arcebispo.

    Também era ligado à "Teologia da Libertação", de caráter anticapitalista e condenada nos anos 80 pelo então prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, Joseph Ratzinger, por conter elementos marxistas.

    Já o pontífice atual, Papa Francisco, tem feito declarações preocupadas com a pobreza e contrárias a desigualdade do capitalismo.

    Francisco também se aproximou de um dos religiosos condenados pela antiga Santa Inquisição, Leonardo Boff, ao lhe pedir ajuda para terminar encíclica sobre o meio ambiente, ainda não lançada.

    A reportagem tentou, sem sucesso até o momento, entrar em contato com o bispo da Lapa. Horas depois do ocorrido, Dom Julio compartilhou mensagem de Fulton Sheen, arcebispo estadunidense mencionado pelo internauta.

    Também compartilhou mensagem que dizia ser "mais fácil acreditar numa mentira que se ouve mil vezes do que numa verdade que nunca ouvimos."

    "Todo cuidado é pouco, principalmente aqui no Facebook", completou o bispo.

    Já o internauta, que respondeu solicitação de amizade da reportagem questionando se o repórter seria seu conhecido ou "petista", não quis comentar o caso.

    Confira a íntegra da conversa na rede social:

    • Fernando Henrique Ferradura. .......cnbb......ong a serviço dp PT.
      Curtir · Responder · 21 h
      • Dom Julio Endi Akamine Comentário injusto!
        Curtir · 1 · 19 h
      • Fernando Henrique Gostaria que fosse injusto, mas infelizmente não é. Primeiro que a cnbb não é Igreja, de fato é uma ong fundada por um comunista. Segundo que a cnbb está sim apoiando a famigerada reforma política bolivariana que esses benfeitores do PT estão querendo. Por fim, se cala diante de tantos e tantos padres TL que dia após dia fazem do altar um local de palanque político ao PT e partidos de esquerda além de celebrarem a Santa Missa com toda falta de amor e zelo possível. O que diria o venerável Fulton Sheen?
        Curtir · 18 h
      • Dom Julio Endi Akamine Digo que se trata de uma visão errada e de uma acusação que falta com a verdade.
        Curtir · 16 h
      • Fernando Henrique Prezado Dom Julio não sei exatamente sobre qual ou quais ponto (s) a visão está errada. Cnbb faz parte da Igreja? Roma a reconhece? Não foi fundada por um comuna? Não está apoiando a tal reforma política que os benfeitores do PT estão querendo? Quer que eu poste um vídeo do Lula falando da ajuda da cnbb para chegar ao poder? existem inúmeros padres TL na região Lapa e demais regiões? O que a Igreja fala da TL? É aprovada? Como diz que estou mentindo, poderia me dizer em qual ponto até para que eu reflita e tenha s oportunidade de me arrepender, confessar e sair do pecado?
        Curtir · 15 h
      • Dom Julio Endi Akamine A CNBB é uma conferência de Bispos que faz parte da organização da Igreja Católica. É um orgão de comunhão pastoral do episcopado que relaciona bispos em todos os países. Por isso é totalmente errada a sua afirmação de que foi fundada por um bispo. Mais errada ainda é a acusação de que tenha sido fundada por um comunista. Ela não nasceu da vontade ou do projeto de uma pessoa. É diferente dizer que uma afirmação falte com a verdade e de que o sr. esteja mentindo. Já há tempo, o Cardeal Ratzinger se pronunciou chamando a atenção para os perigos da Teologia da libertação. Mas a Igreja não só criticou. Ela também incentivou uma boa e sadia teologia da Libertação. Tais documentos podem ser encontrados no site do Vaticano. Por fim, a Igreja não faz política partidária, nem assume partido algum. A CNBB nunca se alinhou com um partido político. Isso não significa que a Igreja não possa e não deva contribuir ativamente e positivamente na busca da justiça e no bem comum.
        Curtir · 4 h
      • Fernando Henrique Prezado Dom Julio, respeito a sua posição de Bispo, mas tendo a discordar. A cnbb pode até ter sido fundada por bispos, mas encabeçada pelo comunista Helder Câmara e de fato não tem nenhum tipo de influência sobre a Igreja, tanto que nenhum católico de boa vontade precisa ou deve obedecer suas colocações. A diferença de falar que falta com a verdade do que está mentindo é a possível falta de conhecimento ou mera forma política de se expressar. Quanto a TL a Igreja é clarissima e diz que é tudo uma grande heresia, tanto que seu procurssor no Brasil Leonardo Boff ficou em silêncio durante 1 ano até que decidiu sair, porque é um herege. Tudo o que a Igreja professa como verdade, esses cupins da TL destroem por dentro. Veja a entrevista de um dos precurssores da TL Leonardo Boff deu no Roda Viva ou seu livro "Igreja carisma e poder". A Igreja tem a Doutrina Social, não a TL que elimina tudo o que é sagrado e coloca tudo como imanente. A Igreja atraves dos Papas Pio XII e João XVIII diz que o católico que se alia ao comunismo está automaticamente excomungado. A TL é claramente uma ideologia marxista comunista e quem dela faz parte está excomungado e só volta a comunhão confessando com o Bispo, que tbm não seja marxista, portanto a verdade está faltando em algum local, possivelmente nos documentos da Igreja. A CNBB não assume claramente uma posição partidaria, mas de forma velada todos sabem que é comunista, até o ladrão do Lula agradece vcs por te-lo colocado no poder. Para finalizar tanto Bento XVI quanto João Paulo II lutaram arduamente contra isso que é a TL. Veja o vídeo dw João Paulo II sendo recebido no aeroporto e dando uma lição naquele padre comuna. Que o venerável Fulton Sheen interceda pela nossa conversão.

    Leia também: Argumentações são absurdas, diz padre sobre boato contra haitianos