Curta o Paulistana no Facebook



Papa Francisco pede que homilias de novos padres não sejam "chatas"

Posted on
  • domingo, 26 de abril de 2015
  • by
  • Redação
  • in
  • Marcadores:
  • Para pontífice, em cerimônia, sacerdotes também devem ter misericórdia nas confissões

    Da Redação

    O Papa Francisco afirmou neste domingo (26), durante a ordenação de 19 novos sacerdotes, que os seus futuros sermões não devem ser cansativos.

    "Espero que a homilias de vocês não sejam chatas. Que elas cheguem ao coração das pessoas por terem saído do coração de vocês", afirmou o pontífice.

    O papa também pediu que os novos padres tenham misericórdia durante seu serviço aos cristãos de suas comunidades. "Vocês estarão no confessionário para perdoar e não para condenar", alertou.

    Dos 19 sacerdotes, 9 eram italianos, quatro sul-coreanos e mais um cada da Colômbia, Chile, Peru, Índia, Croácia e Madagascar.

    Encontro

    O pontífice romano também enviou telegrama no último sábado (25) para a Ação Católica italiana, reunida durante convenção em Roma com o tema “A realidade surpreende a ideia. A missionaridade da Ação católica à luz da Evangelii Gaudium”.

    O Papa desejou, na mensagem, “que os dias de estudo suscitem nos participantes renovado impulso apostólico animado pela forte paixão pela vida das pessoas para contribuir à transformação da sociedade e orientá-la no caminho do bem”.

    Francisco também pediu que o grupo de fiéis envolvidos no debate político não deixem de ter misericórdia e de renovarem "a escolha missionária, abrindo-se aos horizontes que o espírito indica para um novo rejuvenescer do apostolado".

    A Ação Católica é um movimento existente em vários lugares do mundo que possui o objetivo de dar formação ao laicato católico.

    No Brasil, o antigo grupo fez oposição à Ditadura Militar (1964-1985) e foi extinto em 1968 pelo então arcebispo de Porto Alegre (RS), Dom Alfredo Vicente Scherer.

    A RCB (Renovação Cristã do Brasil) é considerada herdeira da Ação Católica brasileira.

    Leia também: Por que um blog com o título de Ação Católica?