Curta o Paulistana no Facebook



Dom Óscar Romero é beatificado em cerimônia em San Salvador

Posted on
  • sábado, 23 de maio de 2015
  • by
  • Redação
  • in
  • Marcadores:
  • Seguidor da Teologia da Libertação pode agora ser aclamado santo como mártir

    Para o papa, Romero se comprometeu com os pobres e marginalizados. Foto: Reprodução/TVCa

    Da Redação*

    Atualizado às 15:42

    O ex-arcebispo de San Salvador, Dom Óscar Romero, foi beatificado na capital de El Salvador neste sábado (23). Cerca de 300 mil fiéis assistiram a missa presidida pelo prefeito da Congregação para as Causas dos Santos, Angelo Amato.

    Óscar Romero foi assassinado durante celebração em 1985 por franco-atirador do governo ditatorial salvadorenho, por conta das críticas que fazia ao regime político e à pobreza no país.

    Agora o novo beato pode se tornar o primeiro santo que professava a chamada Teologia da Libertação, condenada pelo Vaticano nos anos 80 por conter elementos marxistas. Romero pode ser aclamado santo sem a comprovação de milagres pelo fato de ser mártir, caso o Vaticano siga a tradição da Igreja Católica Primitiva.

    Em carta ao atual arcebispo de San Salvador Dom Escobar Alas, divulgada hoje, o Papa Francisco afirmou que Romero "em tempos de convivência difícil, soube guiar, defender e proteger o seu rebanho, permanecendo fiel ao Evangelho e em comunhão com toda a Igreja, comprometendo-se em particular pelos pobres e marginalizados."

    Já o italiano Dom Vincenzo Paglia, presidente do Conselho Pontíficio para a Família e postulador da beatificação, divulgou texto na última sexta-feira (22) em que afirmou sobre Romero, que "a sua beatificação sob o pontificado do primeiro papa latino-americano dá ao testemunho de Romero uma força particular" e que "Romero escolheu o povo e o povo escolheu Romero".

    Relembre

    O Papa Francisco anunciou em fevereiro a beatificação de Dom Romero.

    O bispo de San Salvador era conhecido por seguir a Teologia da Libertação na Igreja Católica, voltada para os pobres e anticapitalista, e era comparado a figuras como Mahatma Gandhi e a Martin Luther King. O bispo foi alvejado em 24 de março de 1985 por um atirador de elite do exército do país enquanto celebrava missa em espanhol.

    A Igreja Católica comemora na data do martírio o 23º Dia Mundial de Oração e Jejum pelos Missionários Mártires. O acontecimento começou a ser celebrado em 1993 por iniciativa do Movimento Juvenil Missionário das Obras Pontifícias Missionárias de Itália. O tema deste ano é "Sob o Sinal da Cruz".

    A Assembleia Geral das Nações Unidas ainda instituiu em 2010, na data, o Dia Internacional pelo Direito à Verdade acerca das Graves Violações dos Direitos Humanos e à Dignidade das Vítimas.

    O martírio de Oscar Romero, na época, recebeu manifestações de repúdio pelo mundo e resultou pressão contra o regime ditatorial de El Salvador.

    Também foi beatificada na Quênia, neste domingo, a freira e enfermeira Irene Stefani, que faleceu em 1930 contaminada por doente que cuidava.

    *Com informações de News.va

    Leia também: Casa de Oração relembra martírio de Dom Oscar Romero em encontro