Para o Vaticano, visita do papa ao país tem "profundo significado inter-religioso"

Segundo porta-voz da Santa Sé,  tema da visita será a paz. Foto: Malacañang Photo Bureau

Da Redação*

O papa Francisco irá no dia 6 de junho à cidade de Saravejo, na Bósnia-Herzegovina, com o objetivo de pregar a união religiosa no país, que se divide entre católicos, seguidores do Islá, e cristãos ortodoxos. O diretor da sala de imprensa da Santa Sé, padre Frederico Lombardi, apresentou ontem (28) o programa da visita, que terá como tema "A paz esteja convosco".

De acordo com Lombardi a visita do papa tem "profundo significado inter-religioso, num país martirizado por anos dramáticos de guerra". O país a ser visitado, segundo o Vaticano, "ainda busca reconciliação". Muçulmanos, sérvios e croatas alternam-se no poder por intermediação da ONU (Organização das Nações Unidas).

"Os muçulmanos são a população da Bósnia - chamados também de ‘bosniak’. Os ortodoxos são, na maior parte, sérvios como etnia e os católicos são croatas. Existe, portanto, uma multiplicidade religiosa que corresponde, de uma maneira geral, à multiplicidade étnica com estes três componentes principais", disse Lombardi.

Leia também: Papa quer incentivar habitantes da Bósnia a não saírem do país

*Com informações de News.va