Curta o Paulistana no Facebook



Católicos e judeus irão debater os 50 anos de documento do Vaticano II

Posted on
  • quarta-feira, 26 de agosto de 2015
  • by
  • Redação
  • in
  • Marcadores:
  • Evento com autoridades religiosas será no dia 2, no teatro da PUC-SP. Foto: Divulgação

    Da Redação

    A Arquidiocese de São Paulo e a Conib (Confederação Israelita do Brasil) irão realizar cerimônia na próxima quinta-feira, na PUC-SP, para relembrar e discutir os 50 anos da declaração "Nostra Aetate" ("Nossa Época"), do Concílio Ecumênico Vaticano II.

    O documento publicado em 1965 pelo Papa Paulo VI definiu as relações da Igreja Católica Romana com as religiões não cristãs, estabeleceu pontos em comum e orientou que os judeus não deveriam ser culpados pelo martírio de Jesus.

    O evento acontecerá às 20h, no teatro Tuca da universidade, e terá a presença do arcebispo de São Paulo Dom Odilo Scherer, do presidente do Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos da Cúria Romana Kurt Koch, do presidente da Conib Fernando Lottenberg e do rabino Michel Schlesinger (da Congregação Israelita Paulista). Eles darão ainda coletiva de imprensa antes do evento às 19h.

    O ator Odilon Wagner irá fazer a leitura do texto da declaração. Haverá apresentação do Coro Martin Luther King. A PUC-SP fica localizada na Rua Monte Alegre, 984, no bairro de Perdizes.

    A declaração "Nostra Aetate" afirmou que "sendo assim tão grande o patrimônio espiritual comum aos cristãos e aos judeus, este sagrado Concílio quer fomentar e recomendar entre eles o mútuo conhecimento e estima, os quais se alcançarão, sobretudo por meio dos estudos bíblicos e teológicos e com os diálogos fraternos".