Curta o Paulistana no Facebook



Juventude católica discute relações de gênero no próximo sábado (12)

Posted on
  • quinta-feira, 10 de setembro de 2015
  • by
  • Redação
  • in
  • Marcadores:
  • Tema que rendeu polêmica em agosto será debatido com grupos de jovens. Foto: Divulgação

    Da Redação

    O centro jesuíta de juventude Anchietanum, a Pastoral da Juventude, o Centro de Capacitação da Juventude e a Secretaria Municipal de Direitos Humanos irão promover no próximo sábado (12) a discussão das relações de gênero com grupos de jovens.

    A tarde de formação "Juventude e Relações de Gênero" terá a assessoria de um teólogo da PUC-SP, de representante do Centro de Defesa e Convivência da Mulher Viviane dos Santos e de representante da Secretaria Municipal de Direitos Humanos. Os nomes não foram informados devido ao termo "gênero" no plano municipal de educação ter sido alvo de críticas recentemente.

    Segundo o convite para o debate, o objetivo é "refletir sobre o que é gênero e como trabalhar esse tema no grupo de jovens" e "discutir ações da Igreja e da política que podem a inspirar a prática de nossos grupos".

    O evento irá acontecer das 13h30 às 18h no Anchietanum, que fica na rua Apinajés, 2033, próximo ao metrô Vila Madalena.

    Relembre

    O plano municipal de educação foi aprovado sem a palavra "gênero" pelos vereadores no final de agosto. A antiga versão orientava as escolas a combaterem o preconceito contra jovens que não possuíssem o sexo biológico correspondente ao seu gênero.

    Grupos religiosos, entretanto, defenderam a menção como uma tentativa de doutrinar jovens com a crença de que o gênero, ou seja, como um indivíduo se sente homem ou mulher, era construído culturalmente ao invés de ser algo natural ou associado ao seu sexo biológico.

    Após protestos na câmara dos vereadores, a última versão do plano foi aprovada por 42 votos a favor e dois contrários. Grupos LGBT defendiam o uso da palavra "gênero" como uma garantia de igualdade de gênero e respeito à diversidade sexual nas escolas.